Com cerca de R$ 5,8 bilhões em verbas orçamentárias contingenciadas, o Ministério da Educação (MEC) tenta utilizar dinheiro recuperado pela operação Lava Jato para custear despesas com o ensino básico. O objetivo do MEC é receber parte dos R$ 2,5 bilhões pagos em multas pela Petrobras para encerrar as investigações de fraude nos Estados Unidos. Para isso, será necessário convencer o ministro Alexandre de Moraes, do STF, da validade da medida, o que o governo vem tentando fazer. Caberá a ele a decisão de liberar os recursos para o MEC. Em março, Moraes suspendeu os efeitos de um acordo firmado pela Lava Jato com a Justiça americana que direcionava o dinheiro para uma fundação que seria criada pela força-tarefa. Destinar o dinheiro para a educação é uma ideia melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here